CONTO ERÓTICO - ENCONTREI COM O PAI DA MINHA AMIGA NO CANAVIAL CHUPANDO E COMENDO O CICLISTA PARTE II


CONTINUAÇÃO... assim que ouvi o barulho do carro se aproximando, subi as calças, guardei meu pau, e sai caminhando tentando disfarçar. Percebi que era o mesmo carro que havia parado  anteriormente observando eu e o ciclista.  
Ele parou um pouco afastado de onde eu estava, e teria que passar por ele para chegar a rua e voltar para casa. Ao me aproximar ele baixou o vidro do motorista e percebi que me olhava pelo retrovisor.  Já estava passando bem próximo a ele, quando abriu a porta do carro, e pude ver pegando em seu pau, se masturbando. Segurava no pau e olhava para mim, eu já estava cheio de tesão por ter ficado na mão anteriormente.  Fui me aproximando, ele estava de boné, quando cheguei bem próximo o reconheci,  era pai de uma amiga minha. Percebendo minha surpresa, me disse: 
- Relaxa, vem cá. Tenho tesão em você faz tempo, e hoje eu quero você todinho pra mim.  
Fiquei com receio, mas o tesão foi maior. Me aproximei, e já cai de boca no pau dele ali mesmo.

Não imaginava, nem  passava pela cabeça que ele curtisse. Pediu para mim parar, e entrar no carro, fechou as portas e começou a entrar mais para dentro do canavial. Me confessou que sempre teve tara por mim, mas se controlava ao máximo por conta da minha amiga. Mas ao me ver ali hoje não resistiu, queria aproveitar a oportunidade, e pediu para não abria boca com ninguém. E claro, jamais faria isso. 

Parou o carro bem no  meio da plantação, tirou o pau pra fora e me deu pra chupar, inclinou o banco  para trás ficando bem a vontade e curtindo a mamada. Disse que queria meter em mim, estava cheio de tesao, mas ali não tinha como, estávamos desprevenidos. Falei a ele para irmos pra minha casa, ainda estaria sozinho até meus pais chegarem. Ele topou de imediato, saimos dali e fomos. 
Chegando em casa, pedi pra ele por o carro na garargem. Descemos e fomos para o meu quarto, assim que fechei a porta ele me agarrou e me deu um beijo que fiquei ate zonzo. Cara, o que foi aquilo, ele estava fogoso e cheio de desejo. Me deitou sobre a cama e foi tirando toda minha roupa, parou e ficou me olhando, e logo falou:

- Cara que tesao, não acredito que estou aqui com você.  
E foi pondo seu pau pra fora da calça me dando para chupar.

Enquanto o mamava foi tirando sua roupa e ficando totalmente a vontade, me levantou da cama, se deitou pedindo para subir sobre ele. Me posicionei ele me segurou firme pela cintura me fazendo esfregar a bunda em seu pau. Me olhava  com ara de desejo, queria mais. Mas antes pegou em meu pau, e começou a apertar, pediu para chegar mais perto de sua boca, o chupando meio sem jeito, com certeza não estava acostumado. Após um tempo, levantou me colocou de quatro sobre a cama, e veio lambendo meu rabo, deu uma chupada bem gostosa e  perguntou se tinha lubrificante e camisinha por ali, aprontei para uma mesinha, ele pegou e veio em minha direção. Deu mais uma chupada e foi colocando seu pau bem na entrada do meu rabo e começou a forçar. Seu pau era pequeno e fino, mas tinha uma pegada sem igual. Colocou tudo, e metia com jeito, de lado, rebolava metendo gostoso... o cara sabia mete, e estava louco pra fude um cu.

Eu estava adorando aquilo, uma mistura louca de tesao, receio, preocupação... mas de muito desejo.  
Parou por um estante, tirou seu pau e me virou de barriga pra cima, colocando minhas pernas em seu ombro, voltou a meter bem devagar, com carinho cuidado. Parecia se preocupar comigo, me olhava bem nos olhos, passava a mão em meu rosto, deslisava com ela por todo meu corpo, pegava em meu pau... muito carinhoso.

Em um determinado momento pegou minhas mãos colocou sobre meu pau, disse pra gozar com ele  dentro de mim. Comecei a me masturbar, e ele metia lentamente e bem gostoso, não demorou ele acabou gozando antes de mim.

Gozou e se deitou sobre meu corpo me dando muitos beijos abraços, me impedindo assim de continuar me masturbando.  
Se levantou e disse que precisava ir, já tinha ficado muito tempo fora de casa e logo sua família ficaria desconfiada. Nos vestimos.


Saiu com o carro e eu fiquei na mão, mais uma vez.  
Porém peguei meu celular e vi que eu tinha uma mensagem, de quem? Do ciclista. 

Será que dessa vez teríamos um encontro d verdade??? Precisava muito gozar...CONTINUA


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENCONTRO - O PAULISTANO PELUDO ME FODEU

ENCONTRO - O EX TENENTE VOLTOU - FODA DE DESPEDIDA

CONTO ERÓTICO - O HÉTERO MACHÃO ME CHUPOU NA PISCINA