NO PROVADOR COM O VENDEDOR


Sair, fazer compras, é muito bom né? Depende. Se for pra comprar roupa de academia pode ser uma experiencia um tanto que complicada. ( já que não sou fã de musculação) Mas, vamos tentar mais uma vez. 
No meu armário mão tinha se quer uma peça de roupa que eu pudesse usar pra  fazer musculação.    Fui em uma loja no shopping, que vende produtos esportivos, enorme por sinal. Fico totalmente perdido, é sessão pra tanta coisa, é uma roupa pra cada movimento, se você vai abaixar é uma roupa, se vai correr é outra, se vai falar outra... AAAAAAA. Queria sumir dali (risos).
Já estava quase tendo um ataque cardíaco( mentira) quando um vendedor se aproximou de mim e perguntou se eu precisava de ajuda. Respondi quase abraçando ele " É tudo o que eu mais quero nessa vida" ele deu risada. Expliquei o que precisava e ele me levou até o departamento correto.

Muito simpático, cheiroso, educado... GOSTOSO. Era barrigudinho, baixinho, cabelo estilo militar, barba cerrada, bundudinho, braços e pernas  médios, e um sorriso encantador. Ele me ajudou a escolher algumas peças,  e me levou até o provador. Pedi pra ele me esperar pra dar sua opinião. Ele olhou pra mim e disse, "Você não é muito de academia né?".  Dei risada e falei que não, disse que também não era, preferia outros tipos de exercícios, Minha mente suja, já foi pra outro lugar (risos) Fiquei só imaginando os outros exercícios que poderíamos fazer juntos. 
Entrei no provador e comecei a me trocar, coloquei uma camiseta e uma bermuda. Pedi a opinião dele, ele falou q ficou muito largo, que ia pegar uma menor. Foi, voltou. Peguei as peças e entrei no provador, encostei a cortina ( que nunca fecha opor inteiro). E vi pelo espelho que ele ficava espiando. Aquilo foi me excitando. Vesti a bermuda e a camiseta,  sai de novo. Já estava com o pau meio duro. Ele olhou, deu aquela apertada na boca, chegou perto e disse " Deixa só eu ajustar o cordão da bermuda pra você". Deu aquela encostada no meu pau me deu uma olhada com cara de safado e disse, "agora sim". Isso foi me deixando louco, só faltava um bermuda pra provar. Pedi pra ele  pegar um tênis pra mim, que só ia trocar a bermuda e ver como ficava. Foi buscar.
Enquanto isso peguei uma outra bermuda mais curta e mais larga, tirei a cueca e vesti. Ele abriu a cortina me entregando o tênis, me senti de frente pra ele, deixando meu pau cair de lado e sair um pouco pra fora.   Me abaixei pra amarrar meu tênis, ele gentilmente veio ao meu encontro e disse,  " Deixa eu te ajudar" abaixou a cabeça e ficou olhando disfarçadamente para o meu pau, me levantei, e ele continuou abaixado. Perguntei pra ele o que tinha achado. "Ótimo" respondeu, isso com a cara bem de frente com meu pau.

Sentei novamente já mais excitado ainda, com metade do pau pra fora. Ele veio com a mão me olhando nos olhos, pegou no meu pau, e foi com a boca bem devagar, chupando bem gostoso. A, que delicia, ele ali de joelhos, eu sentado no provador e ele me chupando. Que tesão. E como chupava, bem devagar, beijando, lambendo cada pedacinho do meu pau. Segurava  com a mão e chupava, bem gostoso. Ficava, olhando pelo espelho aquilo, aquela boquinha gostosa, aquele olho fechado, chupando cada pedacinho, com uma carinha safada de quero esse pau no meu cu. Fui a loucura, gozei na boca dele, ele se assustou e se jogou pra traz. Pedi desculpa ,disse que não, aguentei que ele chupava muito bem. Ele deu risada e disse que era porque  ainda não tinha provado o resto. Pediu  pra voltar no dia seguinte pela manha, que era bem mais tranquilo, que  ia me explicar algumas coisas sobre os exercícios que ele fazia.  
Ele saiu, e logo me vesti e fui até o caixa, paguei as roupas, peguei elas com ele, e disseque amanha eu ia ser o primeiro cliente da loja. Ele fez uma cara de safado, sorriu e voltou pra atender outros clientes.  
Na manhã seguinte estava lá,  e como ele disse a loja estava mais tranquila. Fui ao seu encontro, pedi uma ajuda, peguei algumas peças de roupas para disfarçar. A quantia de vendedores também era menor, aquilo facilitava tudo.   Saiu em minha frente com as roupas, entrou no ultimo provador. Fui atrás. Entrei fechei a cortina e o safado já se ajoelhou, e foi abrindo minha calça, tirando meu pau pra fora e me chupando. Aaaa, que boca gostosa. Peguei ele pelo cabelo ergui ate minha boca e dei um beijo nele. Mandei ele virar de costas. Ele se virou, colocou as duas mãos na parede do provador, abriu as pernas e empinou a bunda. Era tudo o q eu queria. 
Baixei um pouco a calça dele pra deixar aquele rabo enorme amostra. Dei uma cuspida no pau, passei no cu dele. Fui pondo bem devagar, pra ele sentir entrando cada centímetro. O safado gemia baixinho, mordia a boca, e eu só olhando aquilo pelo espelho. Fui pondo, quando estava entrando a metade do meu pau, ele disse que ia gozar, que estava com muito tesão. Tirei meu pau, virei ele de frente, olhei bem pra cara dele, e falei " Você vai gozar a hora que quiser, se gozar antes, você vai ter que aguentar meu pau um bom tempo no seu cu, e não vai ter carinho" Ele deu uma risada safada, virou de costa, empinou mais ainda a bunda e mandou eu mete sem dó. Dito em feito, enfiei de uma vez, e o filho da mãe gozou. A mas não parei, meti, meti gostoso, ele pedia pra parar, ai que metia mais, queria socar forte, mas na podia fazer barulho. Ele pediu pra mim parar de novo, tirei meu pau do rabo dele, me sentei coloquei ele de frente pra mim e mandei ele sentar, bem devagar. Ele disse que não, que não aguentava mais.
Eu apenas olhei pra ele e disse, " Eu te avisei" O safado riu, e veio sentando, era isso q ele queria um macho de verdade. Veio sentando bem devagar, e o pau dele foi subindo, ficou duro de novo. Agora sim, ele rebolava e olhava pra minha cara. Pedindo pra mim fude ele. Tudo com muito jeito e silencio pra não chamar a atenção. Peguei em seu pau, comecei a masturbar, ele trancou o cu, e falou que ia goza de novo, na hora, GOZEI. Que rabo gostoso. Me segurei pra não gritar. Que rabo, e o safado sabia como dar. Ficou sentando em cima do meu pau, travou ele no seu cu e me beija loucamente.
 A que foda. Ele quando saiu do meu pau fico de joelhos e me chupo mais um pouco.
 Nos vestimos e saímos do provador. Dessa vez não comprei nada.
Mas sempre estava lá´ na loja, e ao menos uma chupada eu ganhava quando não tinha ninguém.     


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ENCONTRO - O PAULISTANO PELUDO ME FODEU

ENCONTRO - O EX TENENTE VOLTOU - FODA DE DESPEDIDA

CONTO ERÓTICO - O HÉTERO MACHÃO ME CHUPOU NA PISCINA