ENCONTRO - PEDIU PARA SER PUTA E NÃO AGUENTOU

Ele me mandou uma mensagem dizendo que gostava de ser tratado como uma puda na cama, e fazia tempo que não encontrava um macho que o colocasse em seu lugar. Disse para vim, pois encontrou o macho que ele queria. 

Após algumas trocas de mensagem já sabia exatamente o que ele tinha em mente. Gostava de uma foda com pegada, tapas, palavrões, socadas fortes...
 bom, ao menos foram essas suas palavras nas mensagens. 

O recebi em casa no final do dia,  ele era baixo, branco, corpo normal, não era gordo nem magro, muito atraente, cheiroso. Estava usando uma camisa branca e uma calça jeans clara apertada que marcava bem sua bunda empinada e redondinha.  

Assim que entramos, ele já pegou no meu pau e me deu um beijo, o fui levando para o quarto, joguei sobre a cama, tirei minha roupa e fui pra cima dele . O puto já foi virando a bunda pra mim e pedindo rola, abaixei um pouco sua calça, deixando pra fora quele rabo grande e gostoso, dei uma mordida  e falei:

- Agora quero ver minha putinha peladinha. 

Tirou toda roupa, ficando  de quatro pra mim e já foi falando:

- Vem meu macho, fode sua puta. 

O segurei pela  cintura e soquei meu pau dentro do seu cu, o puto era bem safado, nem reclamou. Mas quando comecei a dar tapas, meter e xingar ele de puta, ele começou e ficar desconfortável. Disse pra mim pegar leve, disse a ele que tudo bem, só estava fazendo da forma que ele pediu, ser tratado como uma puta, com palavrões, socadas fortes. 
Ele entendeu e pediu pra mim continuar, mas logo disse:

- Cara melhor não, você fode demais pra mim. Achei que você fosse fazer igual aos outros que sai, falavam, mas na hora não faziam nada.

Demos risada e voltamos para uma foda mais calma, com caricias, beijos, tudo bem suave. Ele estava bem mais a vontade assim, dava pra ver que agora estava sentindo prazer. O coloquei de lado e comecei um vai e vem com meu pau naquela bunda gostosa falando palavras bem mais doces em seus ouvidos. Não deu outra, ele gozou rapidinho e bem gostoso. 

- Juan, nossa, me desculpa eu achei que fosse mais submisso, mas tô vendo que não. Acho que nunca tinha pego um homem de verdade, até me assustei. 

Disse a ele que só segui as orientações que ele me passou, e que quando é pra ser bruto eu sei fazer. Ele respondeu:

- Percebi! Mas também quando é pra  ser carinhoso, é ótimo também. Gozei gostoso com você hoje.

Nos despedimos, e ele ainda meio sem graça disse que descobriu que na verdade ele não  é uma putinha como achava ser, e prefere mais carinhos que tapas. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONTO ERÓTICO - MEU PRIMO ME PEGOU COM O CONSOLO NO RABO

CONTO ERÓTICO - MIJANDO NO ADVOGADO

CONTO ERÓTICO - CHUPANDO E COMENDO O CICLISTA - PARTE I